quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Quer comer no fast food de forma saudável? Saiba como


Oi galerinha!!!!
Como estão passando a semana?
Estou melhor, minha alimentação esta um brinco, como diria minha vózinha...  =)

Nesses últimos 4 anos,comi muito em fas food, principalmente o meu jantar, pouquíssimas vezes tenho tempo de sentar em um restaurante e comer uma comidinha de verdade. 
Mas sabemos que, mesmo assim, podemos comer de forma saudável.
O que não fazemos! Eu quase sempre faço a escolha errada, de uns meses pra cá que venho  colocando mais disciplina, mas não consigo resistir a batata frita..ssrsrs tentação!!!!
Essa matéria, que segue abaixo, é muito legal. Todos nós hoje em dia comemos fora, pelo menos uma vez ou outra, então vamos comer sem dor na consciência e algo gostoso, diferente do que temos em casa e saudável.

Bjos
Bia.

Quer comer no fast food de forma saudável? Saiba como 
A correria diária vivida pelas pessoas nas grandes metrópoles do mundo tem alavancado um hábito que, há até bem pouco tempo atrás, era relacionado apenas ao lazer de poucos privilegiados que poderiam se dar ao luxo de não gastar tempo dentro da cozinha: comer fora de casa, seja em restaurantes ou simples redes fast food.

No Brasil, a história não é diferente. Dados de uma pesquisa realizada no ano passado pela Consultoria Data Popular revelam que, na última década, dobrou-se a quantidade de dinheiro gasto pelo brasileiro com alimentação comendo fora de casa. Além do crescente dinamismo observado nos grandes centros urbanos, que tem exigido cada vez mais rapidez na execução das tarefas do dia a dia, a explicação para esse crescimento do setor de restaurantes e fast foods está no bom momento pelo qual passa a economia brasileira, que tem democratizado o acesso ao que antes era exclusividade e comodidade de poucos.


É possível frequentar fast foods sem sair da dieta. 

Diante deste novo cenário do mundo moderno, dominado pelas redes de alimentação rápida, um outro aspecto da vida humana inevitavelmente acaba sendo deixado lado: a saúde. Pensando nisso, criamos um cardápio, com a ajuda da nutricionista Marilucia Mello, que pode ser seguido nas 5 redes de fast food mais freqüentadas do país: McDonald´s, Burger King, Subway, Bob´s e Giraffa´s. A sugestão leva em conta o valor nutricional dos produtos oferecidos em cada estabelecimento, sem para isso ter que abrir mão do sabor que, convenhamos, é irresistível.

Confira as opções, escolha a que combina mais com você e coma no fast food sem medo de estar saindo das regras d aboa alimentação:

1. McDonalds
Prato principal: Premium Salad Grill (frango grelhado, cenoura ralada, folhas de alface, tomate seco, croutons e mussarela).
Vantagens nutricionais: Com apenas 224 Kcal, o prato tem pouquíssimo teor de gordura e ainda conta com as fibras das hortaliças e a proteína do frango e do queijo.

Bebida: Suco de laranja 300 ml.
Vantagens nutricionais: Apesar de levemente mais calórico do que os refrigerantes, o suco de laranja agrega valor nutricional com a vitamina C e as fibras, entre outras coisas.

Sobremesa: Maçã em pedaços.
Vantagens nutricionais: Os 35 g da fruta rendem pouco mais de 20 Kcal ao corpo.

Dica da nutricionista: “A proteína é fundamental no nosso dia a dia, e essa opção é indicada porque contem pouca gordura e tem um visual muito bonito, o que atrai o consumidor. O suco e a sobremesa complementam a refeição muito bem de forma leve e gostosa”.

2. Burger King
Prato principal: Crisp Chicken Salad (Mix de folhas verdes, rodelas de tomate e frango empanado em cubinhos)
Vantagens nutricionais: A exemplo do principal concorrente, o Burger King também oferece suas opções lights. Nesta aqui, chama a atenção a composição com tomates, ricos em licopeno, além das fibras e proteínas.

Bebida: Chá gelado .
Vantagens nutricionais: Apenas 74 Kcal na bebida que é disponibilizada pelo BK nos sabores pêssego e limão.

Sobremesa: Casquinha de chocolate.

Dica da nutricionista: “A grande falha é não existir uma opção mais light de sobremesa, já que o sorvete de massa é rico em carboidratos, mas essa opção também possui maior teor de gordura por conta do frango ser empanado. O chá é uma boa opção, mas não são todos que gostam”.

3. Subway
Prato principal: Sanduíche de presunto (Pão integral, presunto, queijo prato, alface, tomate, azeitona, cebola, picles e pepino).
Vantagens nutricionais: Certamente a lanchonete que oferece as melhores e mais variadas opções de cardápio light, dentre as cinco. Aqui, o grande diferencial é que você pode excluir qualquer um dos ingredientes caso queira, sem qualquer alteração no seu preço. No caso do sanduíche completo, carboidratos, proteínas e fibras são bem destacados.

Bebida: Chá gelado.

Sobremesa: Cookies de aveia e passas.
Vantagens nutricionais: São 190 Kcal no pacote de 33 g, que oferece os biscoitos ricos em fibras.

Dica da nutricionista: “Com o objetivo de oferecer um cardápio diferenciado o Subway é quem fica melhor na corrida das refeições saudáveis em fast foods. O único problema são os cookies, que poderiam ser trocados por frutas. Contudo, desde que em pouca quantidade, não vejo problema”.

4. Bob´s
Prato principal: Sanduíche de peito de peru (Pão de forma 9 grãos, peito de peru, alface americana, repolho roxo, cenoura e tomate).
Vantagens nutricionais: Certamente um dos lanches mais nutritivos, com essa boa variedade de vitaminas evidenciada no colorido do sanduíche.

Bebida: Aquarius Fresh.
Vantagens nutricionais: Apesar de ser levemente gasoso, Aquarius Fresh é bem diferente do refrigerante normal, a começar pelo seu teor zero de açúcar. Excelente hidratante.

Sobremesa: Torta mousse de chocolate com coco.

Dica da nutricionista: “Aqui também faltou uma opção menos calórica para sobremesa. Por outro lado, o prato principal é um dos melhores da lista em termos de quantidade de calorias e os seus legumes e verduras merecem um destaque. Ótimo prato.”

5. Giraffas
Prato principal: Filé de tilápia (Filé de tilápia, com legumes, purê de batatas e brócolis)
Vantagens nutricionais: Peixe quase sempre é uma opção light. Aqui, o prato todo conta com 475 Kcal e com o beneficio de fibras, carboidratos e ferro.

Bebida: Suco de laranja 250 ml.
Vantagens nutricionais: A versão dita “caseira” pela fabricante do suco, é menos calórica do que o habitual, já que conta apenas com o açúcar natural da laranja.

Sobremesa: Mousse de maracujá
Vantagens nutricionais: Também não é das opções menos ‘engordativas’, mas ao menos traz uma fruta, o maracujá, em sua receita, o que o torna fonte de fibra.

Dica da nutricionista: “O Giraffas é o único que trouxe uma opção de prato mais tradicional e já ganha pontos aí, já que sanduiches são sempre mais pesados. Nesse prato em especial, o filé de tilápia ganha destaque, já que tem muita proteína e Ômega 3 e é uma opção bem diferenciada”.

Fonte: Yahoo Mulher

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Corrija os sete erros de quem tem pressa para emagrecer.


Boa noite meu povo!!
Como passaram de feriadão?!
Eu passei um ótimo feriado, recebi visitas, me diverti muito. Mas ontem o dia me reservou uma surpresa, acordei passando super mal, fui ao hospital e estava com intoxicação alimentar... Pois então, comi de mais o que não devia provavelmente...
Hoje estou melhor, mas não pude ir trabalhar nem ontem e hoje. Espero que amanhã esteja tudo nos conformes.
Agora pouco, entrei para ver meus e-mails no Yahoo e vi uma matéria muito legal.
Tá certo que é tudo que já sabemos, mas como sempre não praticamos nada. Então, para lembramos vale apena ler.
Bjos
Bia

Corrija os sete erros de quem tem pressa para emagrecer.
Acerte o passo na dieta e nunca mais reclame da dificuldade em perder peso

Ter pressa para emagrecer, normalmente, é atalho para se frustrar. Se você já tinha desconfiado disso, agora tem uma pesquisa ( divulgada em setembro de 2012) para se apoiar e dar início a um projeto de reeducação alimentar. Os pesquisadores da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo, constataram que os resultados de um programa de educação alimentar são duradouros, mas só aparecem a longo prazo.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores trabalharam com dois grupos: o primeiro incluía pessoas que tiveram 30% de frequência em um programa de educação alimentar, enquanto o outro manteve 70% da frequência. A segunda equipe, que permaneceu fiel às orientações e com supervisão, deixou os maus costumes para trás e até abandonou vícios (caso de quem fumava e começou a praticar atividade física).

O melhor de tudo é que as mudanças foram acontecendo naturalmente, sem necessidade de permanecer horas em jejum, tomar laxante ou fazer dietas malucas. "Controlando as refeições, você pode marcar dia e hora para se pesar, o sucesso é certo", afirma a nutróloga Cristiane Braga, especialista em Medicina Estética.

O ideal é se pesar uma vez por semana e sempre no mesmo horário. Se a pressa for, realmente, um sentimento que anda incomodando, a melhor alternativa é praticar exercícios - o treino acelera os resultados do emagrecimento, mas sempre de uma maneira gradual, sem grandes perdas repentinas. Isso, entretanto, não quer dizer que seu verão está perdido. Ainda dá para emagrecer antes que a melhor estação do ano comece, veja as dicas dos especialistas e evite os principais erros de quem tem pressa para secar medidas.
   

Restringir demais a dieta
Restringir demais a dieta - Getty ImagesNão adianta abandonar todo o seu cardápio habitual e comer só alface com tomate, isso só vai fazer você se enjoar desses alimentos. De acordo com a nutricionista Thatyana Freitas, da Clínica Stesis, uma dieta equilibrada precisa ter proteínas, carboidratos e - acredite! - gorduras também. Essa combinação e nutrientes é essencial para que o organismo funcione corretamente. "As dietas exageradamente hipocalóricas funcionam por pouco tempo, a sensação de fome, a fraqueza e o desânimo fazem você desistir delas", diz a especialista.
Alternativa 
A endocrinologista Myrna Perez Campagnoli, da Frischmann Aisengart Medicina Diagnóstica sugere a montagem de um prato colorido. "Além de ser mais apetitoso, você ganha na variedade de nutrientes." Comeu um filé grelhado com abobrinha no almoço? Prepare uma omelete de cenoura com cebolas e tomates para o jantar, por exemplo. Para evitar a monotonia e não cair no exagero, prepare o cardápio de cada dia com uma semana de antecedência, assim dá tempo de ir ao supermercado e providenciar os ingredientes certos para deixar na despensa.

 Comer rápido
Comer rápido - Getty ImagesO endocrinologista Tercio Rocha, membro da Academia Brasileira Antienvelhecimento, explica que o cérebro demora 15 minutos para registrar a sensação de saciedade. "Comer rápido significa comer mais para conseguir ficar satisfeito, ou seja, engordar". Mastigue bem cada porção que você leva à boca e tente prestar atenção nos sabores, a refeição vai ficar mais gostosa e sua digestão, mais fácil.
Alternativa 
Comer devagar é um hábito. "Se for necessário comece contando as mastigadas, vinte é um bom número para alimentos de mastigação mais complicada, como carnes e legumes crus", afirma a nutricionista Thatyana Freitas. Com o passar dos dias, o cérebro entende que aquele é o tempo ideal de mastigação. Também evite as distrações durante as refeições, ler, assistir à televisão e falar ao telefone tiram o foco dos alimentos e aceleram a mastigação. "Descanse os talheres no prato a cada porção para mastigar e reserve um tempo generoso para a refeição em vez de espremê-la entre outros compromissos", afirma a endocrinologista Alessandra Rascovski, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

Beber álcool para enganar a fome
Beber álcool para enganar a fome - Getty ImagesBeber álcool para enganar a fome Muitas pessoas usam o álcool como forma de compensar, principalmente, aquele doce que ficou de lado ou um salgadinho mais calórico. "O álcool, além de conter muitas calorias, estimula a síntese de insulina, o que resulta em estímulo para a multiplicação das células de gordura", afirma a nutróloga Cristiane Braga. Além disso, as bebidas alcoólicas consomem os estoques de antioxidantes e aceleram o envelhecimento.
Alternativa
Tomar um drinque está permitido, mas reserve a bebida para uma ocasião especial ou para o final de semana. Fazendo uma dieta balanceada, o seu organismo vai receber todos os nutrientes de que precisa e o reflexo dessa decisão vai aparecer não só no seu peso, mas também na sua autoestima. "A dieta balanceada traz felicidade e bom humor, a necessidade compensar as frustações desaparece, principalmente quando há prática combinada de atividade física", afirma a endocrinologista Alessandra Rascovski.

Ficar muito tempo sem comer
Ficar muito tempo sem comer - Getty ImagesUm dos erros mais frequentes de quem quer perder peso rapidamente é cortar refeições e ficar muito tempo sem se alimentar. "Em jejum, o organismo entende que precisa economizar energia e passa a gastar menos calorias para os processos de sempre", afirma a nutricionista Alline Cristina Schüncke, da Vitalin. Isso sem contar que, nas próximas refeições, seu corpo tende a guardar mais calorias para um eventual, próximo jejum. E não se engane: esse tipo de comportamento aumenta - e muito! - sua vontade de comer doces e alimentos com mais gordura, é uma espécie de mecanismo de defesa que o metabolismo ativa, formando reservas caso haja outra crise de abstinência alimentar.
Alternativa 
Estabeleça horários para as refeições, mantendo o intervalo de três horas entre elas (café, almoço, lanches e jantar). O ideal é fazer dois lanches leves entre as grandes refeições, sendo um entre o café da manhã e o almoço e outro entre o almoço e o jantar. Dessa maneira, não haverá tempo para que uma sensação muito forte de fome seja despertada, as refeições ficam menores e suas escolhas, mais saudáveis.

 Cortar os carboidratos
Cortar os carboidratos - Getty ImagesEliminar totalmente os carboidratos da dieta já foi um hit. O resultado dessa maluquice, no entanto, dura pouco: o corpo emagrece, mas a falta de carboidratos (fonte de energia) causa uma fadiga muito grande, deixando você sem energia para as atividades corriqueiras. "A ausência dos carboidratos ainda pode causar queda de cabelo, enfraquecimento das unhas e mau humor", afirma a endocrinologista Alessandra Rascovski, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

Alternativa 
Para comer carboidratos sem prejudicar a dieta, opte por opções com baixo índice glicêmico, ou seja, que demoram mais tempo para serem digeridos. "Quanto menor o índice glicêmico do carboidrato, maior o depósito de gordura corporal", afirma a endocrinologista. Os carboidratos integrais, em pequenas quantidades, são os mais indicados.


Confiar somente na dieta

Confiar somente na dieta - Getty ImagesO raciocínio é simples: você consome calorias com a alimentação e queima com a atividade física. Os exercícios modulam os hormônios responsáveis pela quebra de gordura e aceleram o metabolismo, por isso são tão indicados para você emagrecer. ?Uma boa dieta garante a perda de gorduras, e não de músculos, durante o treino?, afirma a endocrinologista Alessandra Rascovski. Quando você foca seus esforços somente na dieta, fica difícil alcançar resultados duradouros rapidamente, portanto. Alternativa Identifique uma atividade física que você pratica com prazer. ?Dessa forma, os exercícios passam a fazer parte da rotina e você não encara a hora de treinar como um sacrifício?, afirma a nutricionista esportiva Vivian Ragasso, do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte. Fazer exercícios, pelo menos, três vezes por semana acelera o metabolismo e o gasto calórico, sem contar o aumento na sua disposição física.


Largar a dieta no meio do caminho

Largar a dieta no meio do caminho - Getty ImagesQuerer resultados instantâneos, e não alcançá-los imediatamente, incomoda. O resultado é que a dieta fica para trás como se não funcionasse e você ganha mais uma história de frustração para contar, comprovando que essa história de dieta balanceada não funciona mesmo. ?A dieta deve ser individualizada e contar com apoio profissional, assim você pode tirar suas dúvidas e entender como o organismo responde a um processo de emagrecimento, sem fazer projeções impossíveis de serem conquistadas?, afirma a nutricionista Thatyana Freitas, da Clínica Stesis. Alternativa Dividir sua meta de emagrecimento em pequenas etapas é uma maneira de notar resultados em pouco tempo. Para isso, planeje cardápios e dê muita atenção ao que você come fora de caso, incluindo os lanchinhos se improviso ? um biscoito do colega, um picolé na lanchonete e uma barrinha após desligar o telefone, quando você nota, já consumiu mais calorias do que no almoço. ?Metas pequenas contribuem para que você mantenha a motivação e vá tornando a reeducação alimentar parte da rotina, e não uma mudança brusca e distante de tudo o que você tinha por hábito?, afirma a endocrinologista Myrna Perez Campagnoli.

Fonte: Beleza e Saúde

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...